8 carreiras promissoras na área farmacêutica para 2019

A área farmacêutica abre portas para muitos campos de atuação, que vem crescendo rapidamente, uma vez que a presença do profissional de farmácia passou a ser exigida por lei dentro do ambiente hospitalar, drogarias e outros centros de saúde.

Essa expansão do mercado exige que o farmacêutico adquira outras habilidades e conhecimento complementar, para poder assim, atuar nos cargos mais promissores do momento.

Para você que é farmacêutico ou pretende se formar na área, listamos abaixo 8 carreiras promissoras do Mercado Farmacêutico para 2019, assim como os requisitos para o exercício da profissão.

 

1. Farmacêutico clínico

O público em geral já está acostumado a encontrar o farmacêutico nas farmácias e drogarias. A lei que instituiu sua presença obrigatória data de 2014 (Lei Federal 13.021) e já alterou a forma como as pessoas se relacionam com o profissional.

Nessa área, o farmacêutico atua diretamente com pessoas, acompanhando, conciliando ou revisando tratamentos farmacológicos, realizando pequenas consultas e conferências, garantindo que o medicamento indicado seja utilizado da maneira e na dosagem corretas, atentando para as interações quando for o caso.

Outro ponto interessante, nessa área, são os consultórios farmacêuticos, muitas vezes acoplados às drogarias. Tratam-se de estabelecimentos em que os pacientes podem ser orientados pelo farmacêutico, de forma clínica, sobre o consumo de medicamentos.

É papel do farmacêutico demonstrar o uso e explicar os melhores horários para administrar cada tipo de medicamento, para que um remédio não corte o efeito do outro ou gere efeitos colaterais no paciente.

Formação necessária: Pós-Graduação em Farmácia Clínica

 

2. Gerente de educação médica

Esse profissional trabalha em conjunto com a comunidade médica, explicando como determinados medicamentos complexos devem ser utilizados. Normalmente, ele se especializa em um medicamento específico, de maneira aprofundada, compreendendo amplamente suas possibilidades e contraindicações.

Embora o mercado para esta função não seja tão amplo quanto o do farmacêutico clínico, ele está em franco crescimento, especialmente dentro dos complexos hospitalares.

O farmacêutico que atua como gerente de educação médica pode fazer apresentações particulares nas clínicas e consultórios ou então ministrar cursos, palestras, workshops etc.

Formação necessária: Formação em saúde, prioritariamente em Medicina ou Ciências Farmacêuticas.

 

3. Farmacêutico oncológico

O farmacêutico oncológico é responsável por auxiliar a administração dos fármacos nos tratamentos de câncer. É uma atividade que está em alta, principalmente após a aprovação da Lei Federal 13.021 de agosto de 2014, que torna obrigatória a presença deste profissional nos centros de saúde e de tratamento do câncer.

Como as pessoas que têm câncer precisam consumir uma grande quantidade de medicamentos, é importante que cada caso seja observado de maneira independente e o farmacêutico oncológico também tem esse papel.

Formação necessária: Pós-Graduação em Farmácia Hospitalar ou Assistência Farmacêutica.

 

4. Farmacêutico magistral

O chamado farmacêutico magistral é o profissional responsável em transformar os produtos que são fabricados em farmácias de manipulação. Vale ressaltar que, os medicamentos manipulados, são feitos de forma quase artesanal, pois nesse tipo de estabelecimento não se dispõe dos equipamentos encontrados nos grandes laboratórios.

Desse modo, é de responsabilidade do farmacêutico magistral fazer a pesagem dos sais que serão utilizados nos medicamentos, misturar compostos, desenvolver estudos para combinar fórmulas, fazer a encapsulação etc.

Formação necessária: Pós-Graduação em Manipulação Magistral.

 

5. Coordenador de pesquisa e desenvolvimento de produtos cosméticos

A área da ciência farmacêutica que se dedica ao desenvolvimento e produção de novos produtos cosméticos é conhecida como cosmetologia. Assim sendo, o profissional que se especializa nesse campo pode trabalhar criando produtos para estética, proteção da pele, maquiagens e produtos que corrigem imperfeições.

Para exercer o cargo é necessária visão de mercado, capacidade de liderança e gestão, e maior experiência no ramo farmacêutico.

 

6. Gerente de farmacoeconomia

O gerente de farmacoeconomia é o profissional que faz estudos econômicos e financeiros na área farmacêutica.

Este profissional avalia os processos produtivos de medicamentos nas indústrias e laboratórios, podendo atuar junto do departamento de marketing. Além disso, em instituições públicas e privadas, o profissional pode fazer estudos para verificar as combinações de fórmulas para diminuir custos, por exemplo.

Em hospitais e clínicas, por exemplo, pode ser analisado como um remédio A reage com um remédio B, substituindo o C que é mais caro, gerando economia para a organização, sem causar prejuízos para a saúde do paciente que está recebendo a medicação.

Formação necessária: Formação em Farmácia ou Economia (de preferência ambos). Em algumas universidades também é possível encontrar a Pós-Graduação em Farmacoeconomia.

 

7. Farmacêutico criminal

É de responsabilidade desse profissional a atividade pericial aplicada, ou seja, ele atuará como perito de crimes, buscando solucionar casos de polícia, por meio de exames laboratoriais.

Por meio da análise se substâncias químicas utilizadas em cenas de crime como venenos e ácidos, sangue de supostos criminosos e das vítimas, entre outros materiais, o farmacêutico criminal analisará subsídios para inquéritos policiais ou processos penais.

Para exercer a profissão, é necessária a realização de Concurso Público para Farmacêutico Perito.

Formação necessária: Formação em Farmácia.

 

8. Farmacêutico hospitalar

O farmacêutico hospitalar atua em clínicas médicas e hospitais, acompanhando os quadros evolutivos dos pacientes que estão sendo tratados com medicamentos. Ele também supervisiona os enfermeiros e técnicos de enfermagem, para que as combinações e aplicações sejam feitas nos horários e com as dosagens corretas.

É importante que, antes de prescrever um medicamento, os médicos consultem os farmacêuticos hospitalares, que poderão orientar o profissional sobre reações e interações medicamentosas que ocorrem, caso o paciente já utilize outros remédios além do que está sendo receitado.

Formação necessária: Pós-Graduação em Farmácia Hospitalar.

 

Os campos de atuação para quem quer seguir diferentes carreiras na área farmacêutica são muitos, e a crescente necessidade de profissionais cada vez mais especializados gera oportunidades para aqueles que buscam aprimorar seus conhecimentos. O principal é permanecer em constante atualização. Por isso, jamais deixe de estudar e conquistar novos conhecimentos.

Deixe seu comentário!



Publicado em:

janeiro 17, 2019

Compartilhar

Endereço:

Av. Jabaquara 1771 – Saúde

São Paulo / SP

Telefone / Fax: +55 (11) 3508.0300

Telefone: 0800 940 3210

E-mail: [email protected]

%d blogueiros gostam disto: