O que é DOMS? A Dor Muscular de Início Tardio

Para esta data em que se comemora o “Dia do Esportista” vamos falar sobre um tema que todo atleta, desde o ocasional até o atleta profissional, já conhece bem: a Dor.

Quando somos iniciantes na prática de atividades físicas ou quando estamos voltando após um longo período sem atividades regulares, a dores tendem a ser mais intensas, como resposta à estímulos musculares que seu corpo não estava acostumado a receber. Mas ao mesmo tempo, atletas mais experientes, principalmente os de alto rendimento, convivem com a dor constantemente, mesmo que em menor intensidade, e alguns atletas podem até se “acostumar” com ela.

Mas enfim, o que é essa dor que sofremos algumas horas ou até dias depois de nossa rotina de exercícios?

 

Dor Muscular de Início Tardio – DOMS

Aquela dor muscular nas pernas que permanece no dia seguinte após uma longa corrida? Ou então aquela dor nos braços depois da musculação, que muitas vezes permanece durante dias após o treino intenso? Essa dor tem nome: Dor Muscular de Início Tardio, também conhecida como DOMS (Delayed Onset Muscle Soreness).

Durante os exercícios físicos causamos micro lesões nas fibras musculares, e como consequência é gerado um processo inflamatório decorrente deste esforço físico, e então se inicia o processo de reparação muscular, onde se reconstituem fibras mais “fortes” favorecendo o ganho de massa muscular o que conhecemos como “hipertrofia” e esta é a causa do surgimento da dor.

Normalmente a DOMS aparece 24h após a atividade física e atinge seu pico entre 48h e 72h depois do exercício. Porém, dores mais intensas ou prolongadas podem ter efeitos negativos para quem almeja o desenvolvimento muscular, pois a rotina de treinos poderá ser prejudicada devido à intervalos inesperados que a presença de dor pode causar.

Cuidado! Dores que se estendem por longos períodos de tempo ou possui alta intensidade, podem ainda ser indício de alguma lesão.

 

Devemos treinar mesmo com Dor?

Como comentamos, muitas vezes a dor nos faz pular o treino e alterar toda a rotina de exercícios, prejudicando a evolução para quem busca melhorar o seu desempenho e alcançar bons resultados.

Mesmo que a dor esteja presente, o ideal é que não se pule a rotina de exercícios. Mude a intensidade ou o grupo muscular a ser trabalhado e continue seguindo em frente.

Com a alimentação adequada e uma boa dose de descanso, as fibras musculares irão se regenerar adequadamente para uma nova bateria de exercícios.

Se você procura o ganho de massa muscular, jamais fique “parado” por muito tempo, pois todo o trabalho que realizou na academia pode vir por água abaixo e você poderá perder os músculos que conquistou.

 

É possível evitar a DOMS?

Como dito acima, além de uma alimentação adequada e uma boa dose de descanso para ajudar na recuperação. Não force muito os músculos que já estão doloridos e se necessário, evite treinar o grupo muscular afetado. Antes de qualquer treino o ideal é realizar uma sessão de alongamentos e um aquecimento leve. Não se esqueça que o sono também é importantíssimo para o processo de regeneração muscular.

Se você estiver iniciando na prática de atividades físicas, pegue leve e tenha paciência. Não adianta levar o seu corpo além do limite, isso não irá favorecer o processo de ganho de massa muscular e ainda poderá causar lesões mais graves. “No Pain No Gain” é válido até certo ponto, a dor não necessariamente está relacionada ao processo de ganho de massa muscular.

Proteínas e aminoácidos ingeridos através de alimentos e suplementos também irão auxiliar na reconstrução das fibras musculares. Um médico ou nutricionista são essenciais para indicar a quantidade de proteínas necessárias assim como a quantidade ideal de outros nutrientes, maximizando os ganhos e facilitando a recuperação.

 

REPHYLL®: Alívio da dor e combate a DOMS

A Vepakum Farma trouxe com exclusividade para o mercado brasileiro, o REPHYLL®. Extraído da Piper Nigrum e 100% natural, o fitocanabinóide β-cariofileno presente em REPHYLL® proporciona o alívio da dor e possui propriedades antinflamatórias e analgésicas.

A partir da ZEAL™ Technology, o β-cariofileno presente em REPHYLL® é lipossomado, garantindo a sua alta biodisponibilidade e eficácia. REPHYLL® é um agonista seletivo dos receptores CB 2, responsáveis pelo alívio da dor e consequentemente da DOMS.

Estudos mostram que REPHYLL® além de aliviar a dor, proporciona um aumento da força isométrica e do ângulo do musculo relaxado.

Você não pode parar! REPHYLL® é indicado tanto para atletas de alto rendimento que necessitam de uma recuperação mais rápida, quanto para atletas iniciantes que tendem a conviver com a DOMS por maiores períodos de tempo e com maior intensidade.

Deixe seu comentário!



Publicado em:

fevereiro 19, 2020

Compartilhar

Endereço:

Av. Jabaquara 1771 – Saúde

São Paulo / SP

Telefone / Fax: +55 (11) 3508.0300

Telefone: 0800 940 3210

E-mail: [email protected]

%d blogueiros gostam disto: