A poluição eletromagnética e o envelhecimento precoce da pele

Você já ouviu falar sobre poluição eletromagnética?

Esse é o nome dado à ação da luz visível presente em aparelhos eletrônicos, como celulares, tablets e computadores. Assim como a exposição solar, esse tipo de poluição também pode prejudicar a saúde da sua pele, favorecendo o aparecimento de rugas, manchas e flacidez no rosto.

 

O que acontece na nossa pele?

A poluição eletromagnética aumenta a liberação de radicais livres no organismo, que danificam as células saudáveis e promovem o envelhecimento precoce da pele. No rosto, os sinais mais comuns são linhas finas, rugas, manchas e flacidez. A luz visível ainda intensifica quadros de melasma e afeta, principalmente, peles sensíveis e muito claras.
A participação da luz visível na produção de pigmentação cutânea, a exacerbação de fotodermatoses (doenças induzidas pela radiação ultravioleta) e a formação de radicais livres (influência sobre envelhecimento da pele) é cada vez mais estabelecida pela ação desta poluição. Tanto a luz visível quanto a radiação infravermelha penetram nas camadas mais profundas da pele e podem ser bastante prejudiciais.

 

Computadores, tablets e celulares: vilões para a beleza da pele

Segundo pesquisas, os brasileiros passam em torno de quatro horas por dia na internet. Como já mencionamos, a luz transmitida pelos aparelhos celulares e computadores estimulam a formação de radicais livres, que danificam a pele, deixando-a mais suscetível ao aparecimento de rugas, linhas finas e manchas.

Mas, você sabia que, além disso, o seu celular concentra um alto índice de bactérias? Isso faz com que a sujeira acumulada coopere para a formação de acne e comedões. A luz de LED emitida pelo visor afeta o sono, estimulando o cérebro em um momento que ele deveria estar relaxado. Isso aumenta as chances de surgimento de olheiras e bolsas ao redor dos olhos.

Fica a dica: mantenha sempre o seu aparelho celular limpo, e nada de passar muito tempo nas redes sociais antes de dormir. Sua pele, com certeza, ficará mais saudável e jovial.

 

Como prevenir os danos da poluição eletromagnética na pele?

Para prevenir os danos causados pela luz emitida por aparelhos eletrônicos a solução é apostar na proteção diária da pele, e não esquecer de dois produtos: antioxidante e protetor solar. Enquanto o antioxidante neutraliza os radicais livres, o filtro intensifica a proteção da pele.

Outro problema causado pelos aparelhos eletrônicos são as rugas no pescoço, que surgem devido ao hábito de abaixar a cabeça para usar celular e tablets. Para evitar linhas nessa região, é essencial uma reeducação postural e utilizar produtos anti-aging e hidratantes na área.

É comum pensar que, como não podemos ver a poluição das ondas eletromagnéticas, não conseguimos proteger a pele dos danos causados. No entanto, com a ajuda de produtos específicos, indicados por um dermatologista, é possível minimizar os efeitos prejudiciais causados pelos aparelhos eletrônicos.

 

 

Deixe seu comentário!



Publicado em:

setembro 5, 2018

Compartilhar

Endereço:

Av. Jabaquara 1771 – Saúde

São Paulo / SP

Telefone / Fax: +55 (11) 3508.0300

Telefone: 0800 940 3210

E-mail: [email protected]

%d blogueiros gostam disto: