Mindful Eating: fique de bem com a alimentação

Mindful Eating: fique de bem com a alimentação

Como você vem fazendo suas refeições? Você consegue focar na sua comida ou não tira os olhos do celular? Prestou atenção nos nutrientes que ingeriu? Se você anda negligenciando muito o momento das refeições, apresentamos a você um novo estilo de vida que irá despertar uma relação mais atenta e harmoniosa com a sua alimentação.

A mindful eating é uma técnica que propõe o “comer com atenção plena”, bastante usada na nutrição comportamental. Pode ser aplicada para tratar distúrbios alimentares ou, simplesmente, ajudar em uma alimentação mais consciente. Vários endocrinologistas e nutricionistas já adotam essa linha e usam uma série de ferramentas práticas.

A técnica é baseada no livro Mindful Eating – Comer com Atenção Plena. A ideia é dar mais atenção ao que colocamos na boca – e, assim, aproveitar uma refeição de forma mais saudável e saborosa. Há todo um processo, que é abordado no livro para de fato internalizar a proposta do mindful eating na rotina. O método promete tornar a dieta mais gostosa e saudável.

Para que o mindful seja incorporado no dia a dia, o livro está recheado de exercícios e orientações. O objetivo é dar os instrumentos para que cada leitor entre nessa jornada de autoconhecimento e, no fim das contas, revise hábitos alimentares. Embora não seja o objetivo principal do método, uma das consequências talvez seja a perda de peso. Afinal, ao se alimentar de maneira consciente, é possível que o indivíduo acabe comendo menos. Mas sempre, sempre com prazer.

 

Os princípios de comer com atenção plena

– Permitir a si mesmo a tornar-se consciente das oportunidades positivas e carinhosas que estão disponíveis através da seleção e preparação dos alimentos, respeitando a sua própria sabedoria interior.
– Usar todos os seus sentidos na escolha do que comer para que seja gratificante para você e nutritivo para o seu corpo.
– Reconhecer respostas aos alimentos (gostos, desgostos ou neutro) sem julgamento.
– Se tornar consciente da fome e saciedade físicas para guiar suas decisões para começar e parar de comer.

 

Comer de maneira consciente

Quando comemos de maneira consciente reconhecemos que não há maneira certa ou errada para comer, mas diferentes graus de consciência que cercam a experiência dos alimentos. Podemos aceitar que as nossos experiências alimentares são únicas.

Direcionamos, então, a atenção para comer momento a momento, ganhando confiança de como pode fazer escolhas que suportem a saúde e o nosso bem estar. Se torna consciente da interligação de terra, os seres vivos, das práticas culturais e o impacto de suas escolhas alimentares nesses sistemas.

A prática de mindful eating como terapia auxiliar no tratamento da obesidade

A prática de mindful eating vem sendo aplicada em estudos que visam a perda de peso. Para isso, foi realizado um levantamento bibliográfico em estudos científicos. Em resumo, acredita-se que as intervenções para a obesidade estão relacionadas a redução do consumo de calorias e aumento da execução de atividades físicas. Desta forma, o mindful eating é eficaz devido a solidificação das escolhas alimentares em detrimento dos casos de compulsão alimentar. Sendo assim, embora o mindful eating não seja a única terapia no tratamento da obesidade ele pode ser utilizado como ferramenta auxiliar no seu tratamento.

 

Alguns ensinamentos das autoras do livro Mindful Eating – Comer com Atenção Plena

1. Desconecte-se à mesa! Nada de ficar no celular nas refeições.
2. Prepare-se para comer: respire fundo e observe com olhar curioso os alimentos.
3. Sente-se à mesa de uma forma confortável.
4. Utilize os talheres a seu favor: descanse-os, troque para a mão não dominante e aprecie tudo com calma.
5. Delicie cada mordida: preste atenção no cheiro, na temperatura e na textura da comida.
6. Feche os olhos em algumas garfadas para estar mais presente.
7. Pense na origem e na cadeia produtiva que permite aos alimentos chegarem ao seu prato.
8. Observe o que sente: conforto, alegria, satisfação…
9. Desligue o julgamento sobre nutrientes e calorias.
10. Aprecie o entorno: onde e com quem está.
11. Tente dar uma nota para sua fome e para sua saciedade.
12. Finalize contemplando e agradecendo pela refeição.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Páscoa: Sabia que o chocolate pode fazer bem a saúde?

Páscoa: Sabia que o chocolate pode fazer bem a saúde?

Abril chegou e com ele vem também uma das datas mais deliciosas do ano e claro, acompanhada de muito chocolate: a Páscoa!!! Muitas pessoas acreditam que chocolate é um vilão na alimentação e que seu consumo pode ter como consequência o famoso ganho de peso indesejado, mas vale lembrar que o Cacau é uma fonte riquíssima de nutrientes e quando consumido com moderação pode trazer diversos benefícios à nossa saúde.

A matéria prima base para fabricação do chocolate é a semente do cacau, que é grande fonte de nutrientes como por exemplo os polifenóis, que são substâncias ricas em antioxidantes e trazem grandes benefícios à saúde. É também fonte de magnésio e triptofano, substâncias que estimulam a produção de endorfina e serotonina (responsáveis pela sensação de prazer e bem estar).

 

Quais são as opções encontradas no mercado?

Atualmente no mercado existem diversas opções com diferentes teores na concentração de cacau, mas você sabe qual é a diferença entre eles?

O chocolate conhecido como “ao leite” é composto por massa de cacau, manteiga de cacau, açúcar e leite. Portanto, trata-se de um alimento com alto valor calórico e poucos benefícios provenientes do cacau, já que em sua composição há uma grande mistura de ingredientes e a proporção de massa de cacau, que é a parte nutritiva, acaba sendo baixa.

Outras opções são os que possuem concentração entre 50 e 100% de Cacau, são os mais conhecidos como “meio amargo” ou “amargo”. Nestes, a composição baseia-se em massa de cacau, manteiga de cacau e açúcar, lembrando que quanto maior o teor de cacau, ou seja quanto maior quantidade de massa de cacau, menos gordura e açúcar ele terá.

Existe também o chocolate branco que é composto por manteiga de cacau, leite e açúcar, ou seja, possui baixíssima concentração de nutrientes e alto valor calórico pois em sua composição não há massa de cacau.

Uma outra opção bem saudável é o chocolate funcional. Geralmente em sua formulação não contém açúcar, gordura trans, gluten ou lactose, ideal para quem quer manter a saúde e aproveitar todos os benefícios deste alimento. Além disso, é um produto que pode ser manipulado em farmácias especializadas, sendo possível enriquece-lo com vários ativos como compostos bioativos, probióticos, compostos vitamínicos, dentre outros.

 

Chocolate pode sim! Mas com moderação.

O chocolate é um produto que pode ser consumido diariamente desde que sejam escolhidas opções com maior percentual de cacau e é claro, mesmo sendo nutritivo é considerado calórico até mesmo nas opções com alta concentração de cacau. Portanto, em dietas restritivas deve-se consumi-lo com moderação. Na dúvida converse com seu Nutricionista, ele poderá elaborar um plano alimentar adequado à sua saúde e é claro, se possível incluir um pedacinho de chocolate no seu dia.

 

 

 

 

 

 

 

 

235059-P2FVLB-642

Dicas para aproveitar o carnaval com saúde!

O Carnaval começa neste final de semana e muita gente já está na contagem regressiva para o início da folia. Para alguns, é uma boa oportunidade de descansar e aproveitar a família. Já outros gostam mesmo é da agitação dos desfiles, dos bloquinhos e dos bailes que acontecem aos montes em todos os cantos do país. Se você faz parte deste segundo grupo, é importante ficar atento a algumas dicas que podem te ajudar a curtir com saúde e sem arrependimentos.

– Cuide da sua hidratação

Manter-se hidratado é requisito fundamental neste período. A recomendação dos médicos é de que o folião beba cerca de 500ml de água por hora, pelo menos. Lembrando que também é possível alternar a água com sucos naturais ou água de coco, por exemplo. Só não valem os refrigerantes e as bebidas alcoólicas, tá? 😉

– Alimente-se adequadamente

No meio de toda aquela agitação, muita gente acaba “esquecendo” de se alimentar ou opta por produtos nada saudáveis. No entanto, essas escolhas podem comprometer sua festa. Por isso, faça refeições leves, abuse das verduras, legumes e frutas e não se esqueça de sempre incluir nas refeições uma porção de carboidratos, que são ótimas fontes de energia. Além disso, alimentos ricos em antioxidantes, como as frutas vermelhas, e em fibras, como as folhagens, também ajudam a manter o funcionamento do organismo – e o pique – em dia.

– Proteja-se do sol

Com o sol forte e a radiação solar cada vez mais intensa, o protetor solar já é item indispensável na rotina diária, não só no Carnaval. No entanto, como a exposição aumenta neste período, a Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda o uso de chapéus, camisetas e protetores solares, com fator de proteção (FPS) mínimo de 15, reaplicado de duas em duas horas. Se possível, também deve ser evitada a exposição entre as 10h e as 16h.

– Reforce os cuidados com a pele

Fazer maquiagens diferentes no carnaval é sempre divertido, principalmente pela possibilidade de brincar com cores que não seriam usadas no dia-a-dia e pela enorme quantidade de brilhos e glitters que podem fazer parte da produção. Para evitar problemas de alergia, certifique-se que os produtos estão dentro da validade e, no caso do glitter, prefira marcas que tenham sido desenvolvidas especificamente para uso em maquiagem e evite aplica-los em áreas muito próximas dos olhos. Não se esqueça limpar o rosto completamente no final do dia, retirando todos os resíduos com um bom demaquilante e um sabonete específico para o seu tipo de pele.

– Respeite suas horas de sono

A gente sabe que o Carnaval passa muito rápido, mas não caia na tentação de tentar aproveitar ao máximo, sacrificando suas horas de sono. Nosso corpo precisa de pelo menos seis horas de descanso para se regenerar do desgaste do dia. Se você desrespeitar essa regra, poderá sofrer com os sintomas do cansaço e do esgotamento, que refletirão diretamente no restante do mês, quando a rotina de trabalho tiver que ser retomada. Por isso, organize seus horários!!

– Beba moderadamente

Essa dica já é bastante conhecida, mas nunca é demais reforçar: se for ingerir bebidas alcoólicas, faça com moderação. Como muitas delas possuem potencial diurético, ou seja, aumentam a eliminação de líquidos pelo corpo, se você não tiver se hidratado suficientemente poderá sofrer com a desidratação. Então, sempre que possível, intercale um copo de bebida alcoólica com um de água. Dessa forma, os efeitos negativos do álcool, incluindo a ressaca, ficarão mais brandos.

– Redobre a atenção nas estradas

Para quem vai viajar, a atenção nas estradas deve ser redobrada. Faça a manutenção adequada do seu veículo, verifique os pneus, os níveis de óleo, o freio e lembre-se de nunca, em hipótese alguma, dirigir depois de beber. A recomendação da Polícia Rodoviária Federal é de que o motorista espere pelo menos 12 horas depois de ter bebido antes de pegar o volante.

 

E a dica mais importante de todas: divirta-se com responsabilidade e com respeito ao próximo!

 

Um excelente Carnaval a todos!!

 

—–

Gostou das dicas? Então aproveite e compartilhe com os seus clientes e amigos!!

Publicado em:

maio 23, 2019

Compartilhar

Endereço:

Av. Jabaquara 1771 – Saúde

São Paulo / SP

Telefone / Fax: +55 (11) 3508.0300

Telefone: 0800 940 3210

E-mail: [email protected]