Setembro Amarelo: Vamos falar sobre empatia?

Setembro Amarelo: Vamos falar sobre empatia?

A empatia é caracterizada pela capacidade do indivíduo de se colocar no lugar do outro, ou seja, tentar entender seus sentimentos para, assim, compreender as suas atitudes. A empatia é também a capacidade de lidar com a dor alheia, buscando entender o ponto de vista do outro, exercendo generosidade e tolerância.

Com certeza você já deve ter ouvido um parente ou alguém próximo sendo atacado durante um momento de tristeza ou choro “ah, ele/ela está com frescura”, ou durante um momento de irritabilidade “nossa, que falta de educação!”, ou então durante um momento de reclusão “Como ele é antissocial, não é?!”. Porém, atitudes como essas não devem julgadas e sim observadas mais de perto, pois podem ocultar um problema maior, que deve ser levado a sério: a depressão.

Alguns sintomas são recorrentes e devemos ficar atentos, como:

-Alterações no apetite, tanto para mais quanto para menos.
-Problemas com insônia ou excesso de sono;
-Cansaço ou falta de energia;
-Sensação de fracasso e culpa excessiva;
-Dificuldades de concentração (no trabalho ou em tarefas rotineiras do dia a dia)
-Pensamentos suicidas;
-Baixa autoestima,
-Alteração da libido.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a depressão é uma doença psiquiátrica crônica que acomete mais de 300 milhões de pessoas em todo mundo. E infelizmente, destes, 800 mil pessoas acabam se suicidando todos os anos.

Iniciamos este Setembro Amarelo, deixando um sinal de alerta para a os sinais de depressão que podem levar ao suicídio. Depressão é uma doença GRAVE, e devemos estar sempre atentos aos indícios em nossos amigos e familiares e até em nós mesmos, porque não?
Mas lembre-se a empatia e o apoio ao próximo são essenciais para que este paciente seja corretamente diagnosticado, devemos ainda encorajá-los a buscar ajuda e um diagnóstico que somente poderá ser realizado por um profissional médico qualificado.

 

Depressão e fitoterápicos

Você sabia que alguns fitoterápicos possuem benefícios para os quadros de ansiedade e depressão sem causar efeitos colaterais (e dependência).
Mesmo sendo de origem natural, os fitoterápicos têm efeitos semelhantes às drogas sintéticas, mas devemos ficar atentos à sua origem. Se você for mandar manipular, vá até uma farmácia com manipulação de sua confiança.
Dentre estes fitoterápicos podemos destacar a Melissa, a Passiflora e a Camomila.
A Camomila por sua vez contém altas concentrações de um flavonoide com excelentes propriedades para a saúde cerebral: a Apigenina.

 

Apigenina: Um potente aliado da saúde cerebral

A Apigenina é um flavonoide do grupo das flavonas encontrado em alguns alimentos como a camomila, salsa e tomilho. Este ativo ainda possui ações secundárias antioxidantes e anti-inflamatórias.

A Apigenina promove efeito calmante e ansiolítico, devido a sua capacidade de modulação dos receptores GABA no cérebro e sua capacidade de se ligar aos receptores do hormônio estrógeno, evitando a progressão de doenças neurodegenerativas. A Apigenina possui ainda a capacidade de aumentar a formação de neurônios e fortalecer a comunicação entre eles.

A Vepakum Farma trás este ativo que possui uma série de benefícios cientificamente comprovados, principalmente quando falamos de saúde cerebral. A Apigenina pode ser encontrada em Farmácias com Manipulação de todo o país.

Mas lembre-se: Cultivar o hábito de ser empático tem impacto não só para quem é alvo da empatia. Quem pratica também percebe uma sensação de positividade e bem-estar.

Apigenina

Apigenina: saiba o que é e porque você deve passar a consumi-la

Nos últimos anos, uma série de pesquisas e estudos foram realizados para comprovar os benefícios da apigenina, um flavonoide encontrado na salsa, no tomilho e na camomila, por exemplo, com fortes efeitos neurológicos e excelentes propriedades antioxidantes e anticancerígenas.

Um desses estudos, realizado por pesquisadores das universidades federais do Rio de Janeiro e da Bahia, mostrou que a substância possui efeitos positivos sobre a memória e o aprendizado, além de proteger e fortalecer as conexões cerebrais, chamadas sinapses. Segundo os especialistas, quanto mais intensas são as sinapses formadas pelos nossos neurônios, mais fácil é memorizar informações e recordá-las depois.

Outros experimentos já tinham mostrado que a suplementação com apigenina consegue atrasar o início das desordens neurodegenerativas, tais como a doença de Alzheimer e de Parkinson, e de alguns distúrbios psiquiátricos, incluindo esquizofrenia e depressão. Além disso, a substância também possui efeito ansiolítico, pois modula os receptores de GABA (o neurotransmissor responsável por, entre outras coisas, controlar a ansiedade) no cérebro.

Apigenina e o câncer
Outro uso muito comentado da apigenina diz respeito à sua ação nos fatores de crescimento e desenvolvimento de tumores. Muitos estudos clínicos foram realizados nessa área, quase sempre com resultados estatisticamente significativos, o que faz da substância um complemento ideal para os tratamentos convencionais da doença, como a quimioterapia ou a radioterapia, por exemplo.

Uma pesquisa realizada pela Universidade do Estado de Ohio, nos Estados Unidos, apontou que a apigenina foi capaz de modular o ciclo de progressão de específicas células cancerígenas e também diminuiu o número de células afetadas, impedindo a propagação da doença e facilitando seu tratamento.

Proteção contra os raios solares
Além dos benefícios já citados, a apigenina também se mostrou eficiente contra a radiação ultravioleta e a luz visível (toda a luz que enxergamos a olho nu, incluindo a das lâmpadas artificiais, do computador e de telas de tablets e smartphones, por exemplo).

De acordo com os estudos, a substância minimiza os impactos dos danos causados por essas radiações, protegendo o DNA da pele e regulando o processo de fotoenvelhecimento.

 

De forma simplificada, então, podemos dizer que alguns dos principais benefícios da apigenina são:

1. Potente ação quimiopreventiva
2. Efeito ansiolítico
3. Melhora a memória
4. Protege os neurônios dos radicais livres
5. Combate a neuroinflamação
6. Protege o sistema nervoso central
7. Atrasa o início das desordens degenerativas
8. Interfere no fator de crescimento das células cancerígenas
9. Minimiza os impactos da radiação ultravioleta
10. Protege a pele na luz visível

______

Se você é farmacêutico ou prescritor e se interessou pelos benefícios da apigenina, nós comercializamos a versão sintetizada da substância. Entre em contato com nossos vendedores e saiba mais.

Publicado em:

setembro 12, 2019

Compartilhar

Endereço:

Av. Jabaquara 1771 – Saúde

São Paulo / SP

Telefone / Fax: +55 (11) 3508.0300

Telefone: 0800 940 3210

E-mail: [email protected]