Nutricionistas: Quem são? onde vivem? E como se alimentam?

Nutricionistas: Quem são? onde vivem? E como se alimentam?

As facilidades do mundo moderno e globalizado fizeram com que mudássemos essencialmente os nossos hábitos alimentares. Uma vez que aplicativos de delivery trazem uma infinidade de opções para a palma de nossas mãos, aquele sanduiche com batata frita grande e milkshake fica há apenas um clic de distância. É simples matar a fome que estava te matando.

Considerando o tempo cada vez mais escasso para a preparação das nossas refeições, optamos cada vez mais por alimentos que demandem pouco tempo para preparo e cocção, consideramos os congelados como uma forma eficaz de alimentação “saudável”, e são por vezes, os nossos melhores amigos. Afinal, ou é a marmitinha congelada recheada de conservantes e ultraprocessados com alto teor de sódio, açúcar, calorias, aditivos químicos e outros, ou a boa e velha Pizza Marguerita. Tendemos a nos sentir mais confortáveis com a ideia de que estamos nos alimentando de forma saudável ao optar pelas diversas opções congeladas de frango com batata doce.

Mas quando a nossa saúde reclama ou todas as nossas roupas encolhem ao redor dos quilinhos a mais gerados pelo excesso de falta de tempo para nós mesmos, recorremos ao profissional especialista em nos fazer enxergar como uma alimentação balanceada esta envolvida em todos os aspectos do nosso dia-a-dia como a melhora da cognição, ganho de energia para realização de atividades físicas a até mesmo uma boa noite de sono.

Segundo o CFN (Conselho Federal de Nutricionistas), Nutricionistas são definidos como:

“O nutricionista é um profissional com formação generalista, humanista e crítica, capacitado a atuar visando à segurança alimentar e à atenção dietética, em todas as áreas do conhecimento em que a alimentação e nutrição se apresentem fundamentais para a promoção, manutenção e recuperação da saúde e prevenção de doenças de indivíduos ou grupos populacionais, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida, pautado em princípios éticos, com reflexões sobre a realidade econômica, política, social e cultural”.

No mês em que se comemora o dia do Nutricionista a ideia de se conscientizar a respeito do que se come diariamente é fundamental, e este profissional é de extrema importância neste processo, pois é responsável por planejar programas de alimentação adequados e individualizadas que auxiliam na melhora da qualidade de vida e saúde dos seus pacientes. O papel deste profissional vai muito além de prescrições de dietas para emagrecimento e diminuição de medidas, sua função é promover a saúde através de uma dieta específica e personalizada. Afinal, se nossos corpos são diferentes, e porque não suas necessidades também?

Em outras palavras o nutricionista é o intérprete de toda informação relacionada a nutrição que recebemos, voltado para uma alimentação de qualidade, de acordo com idade, metabolismo, disponibilidade para prática de exercícios físicos, intolerâncias e alergias (como intolerantes a lactose ou glúten).

 

O Nutricionista e a suplementação

Como comentamos no início, por diversos motivos, nem sempre conseguimos ter como hábito realizar uma alimentação balanceada e baseada somente em alimentos saudáveis. Portanto, para dar aquela forcinha, é necessária a avaliação e orientação de um Nutricionista para a possível utilização de suplementos alimentares para composição de uma dieta equilibrada.

Atualmente e principalmente devido à mudança do estilo de vida das pessoas, visando saúde e longevidade, houve um aumento considerável no mercado de suplementos alimentares. No Brasil, estima-se que em 2018 este mercado tenha crescido em torno de 12%.

 

Ativos Nutracêuticos no Mercado Magistral

As fórmulas magistrais, ou seja, aquelas que são adquiridas em farmácias de manipulação, permitem ao Nutricionista realizar prescrições e combinações de ativos nutracêuticos, possibilitando formulações individualizadas de acordo com a necessidade de cada paciente. É uma área em grande expansão e que pode ser explorada pelo Nutricionista, visando não somente a promoção da saúde, mas também auxiliando em tratamentos estéticos.

Por isso, se você almeja uma vida saudável, procure um Nutricionista. Este profissional será capaz de avaliar suas necessidades e orientá-lo visando a sua qualidade de vida, longevidade, e claro, promovendo a sua saúde.

Mas lembre-se, comer é bom, e comer bem é melhor ainda!

 

Já dizia o pai da Medicina, Hipócrates: faz do alimento teu remédio e do teu remédio tua alimentação! Quanto mais colorida for sua a refeição, mais apetitosa e saudável ela será!!

editada

O que mudar na alimentação para secar a barriga? Veja dicas

A barriga chapada e medidas perfeitas é um desejo comum entre as mulheres e os homens. Para conquistar um abdômen lisinho, é essencial manter uma dieta adequada, incluindo frutas, vegetais e alimentos que melhoram a microbiota intestinal, e praticar atividades físicas com frequência, inclusive investindo em exercícios que trabalhem a musculatura da região.

A “barriga tanquinho” depende 80% da alimentação. Aliás, uma dieta adequada é a base do bom funcionamento de todo o organismo. Existem alguns alimentos específicos que podem contribuir para que a barriga fique lisinha e outros que podem fazer com que ele fique maior – e aí entram gordura localizada, inchaço e até estufamento.

Saiba agora o que pode contribuir para uma barriga chapada e quais alimentos ajudam ou atrapalham na busca pelo abdômen perfeito.

 

Microbiota intestinal saudável

Ter um bom funcionamento intestinal diminui as chances de prisão de ventre e formação de gases que causam inchaço no abdômen. A absorção de vitaminas e minerais é favorecida e não ocorre deficiência de nenhum micronutriente. Além disso, a microbiota saudável diminui o risco de retenção de líquidos, de aumento da compulsão por doces, de insônia, entre outros problemas que favorecem o ganho de peso.

Alguns alimentos e bebidas podem contribuir para a microbiota saudável. Recomenda-se beber muita água e o consumir probióticos e produtos que os contém. Alimentos ricos em fibras solúveis, como a maçã, o maracujá e a aveia, também são boas opções porque melhoram o trânsito intestinal e a absorção de nutrientes que ajudam a diminuir a gordura abdominal.

 

Beba água

A água ajuda a eliminar as toxinas e o excesso de sal, que pode ser responsável pela sensação de inchaço. Por isso, ao longo do dia, lembre-se de tomar mais água: para ficar mais fácil, mantenha uma garrafa sempre por perto. Para queimar gordura, eliminar toxinas, o intestino funcionar corretamente e evitar retenção de líquidos precisamos beber água.

 

Frutas com fibras e antioxidantes

O consumo de frutas de maneira geral ajuda desinchar a barriga devido à alta presença de fibras que, além de melhorar a microbiota intestinal, também diminuem a absorção de gordura e proporcionam saciedade. O maracujá, a maçã e a ameixa se destacam pelas boas quantidades de fibras solúveis.

A ação antioxidante das frutas também é boa para a perda de gordura abdominal. O kiwi, o morango, a laranja, a acerola, a goiaba e a tangerina são ricos em vitamina C e por isso possuem forte ação antioxidante. As frutas vermelhas e roxas, como a amora e a uva roxa e a framboesa, também se destacam pela ação antioxidante.

 

Vegetais e verduras que aceleram o metabolismo

O consumo destes alimentos é importante para a perda da gordura abdominal. As verduras são boas porque melhoram o metabolismo. A couve, a salsa e o agrião ainda possuem propriedade diuréticas que ajudam a reduzir a retenção de líquidos que se acumula na barriga.

No caso dos vegetais é interessante optar por aquelas ricos em magnésio. Boas opções são a beterraba, acelga, quiabo e alcachofra. A berinjela também é uma ótima opção por ser rica em fibras solúveis.

 

As sementes e a saciedade

As sementes de linhaça e de chia são aliadas no emagrecimento e consequentemente na perda de gordura abdominal. O principal motivo para isso é por elas serem ricas em fibras solúveis que irão proporcionar saciedade e consequentemente o emagrecimento.

Além disso, estas sementes são ricas em ômega 3. Este ácido graxo possui ação anti-inflamatória que pode agir na inflamação causada pela gordura.

A melhor maneira de consumir a chia e a linhaça é triturando-as. Assim, é possível obter o ômega 3 presente nessas sementes. A orientação é triturar toda a quantidade do saquinho com uma das sementes, colocar o pó em uma vasilha de plástico fosca e com tampa e armazená-la no freezer. Assim, o alimento fica protegido da luz, do oxigênio e da temperatura, evitando que ocorra a oxidação. Este procedimento é muito importante e se não for feito a gordura do alimento triturado irá oxidar, o que é prejudicial para a saúde.

 

Os chás e seus benefícios

Alguns chás possuem propriedades que contribuem para que a barriga fique lisinha. Porém, antes de consumi-los é melhor passar por uma avaliação com um profissional de saúde para que ele indique qual poderá ser consumido de acordo com cada caso e também o quanto ingerir.

O chá de hibisco contribui para que menos gordura fique acumulada na região do abdômen e quadril, acredita-se que isto ocorre devido a ação antioxidante dos flavonóides, antocianina e quercetina. O chá verde possui efeito termogênico e por isso auxilia na perda de peso. Já o chá de cavalinha é utilizado porque ajuda a diminuir a retenção de líquidos e o chá de menta auxilia na digestão e diminui a formação de gases.

 

Alimentos que causam gases

Para conquistar a barriga chapada evite o consumo de alimentos que causam gases. Isto porque o problema irá levar a um leve aumento da circunferência abdominal. Alguns alimentos que podem causar gases são: bebidas gaseificadas como os refrigerantes e água com gás, frituras, pão, queijo, embutidos, enlatado de carne vermelha e certas leguminosas, como feijão.

 

Alimentos que causam retenção de líquidos

Diminuir o consumo de alimentos que causam a retenção de líquidos é importante, pois o problema pode levar ao aumento da região abdominal. Por isso, quem busca uma barriga chapada deve diminuir o consumo de sódio. Os alimentos que possuem boas quantidades da substância são: embutidos, sal em excesso e alimentos processados.

Os embutidos e industrializados ainda contam com conservantes e corantes que criam um processo inflamatório, com a célula inflamada tudo passa a funcionar mal, até a perda de gordura.

 

Comer menos e mais devagar…

Ao comer depressa, você mantém o ar preso no organismo. Por isso, ao longo do dia, tente mastigar os alimentos de forma mais lenta, para desta forma diminuir o inchaço. Tome cuidado com a quantidade de alimentos que você consome. O motivo para você se sentir muito satisfeito e inchado pode ser o tamanho das porções que anda colocando no prato.

 

Cuidado com a ingestão de bebidas alcoólicas

Seja uma taça de vinho ou um coquetel, as bebidas alcoólicas podem acarretar a sensação de inchaço por uma série de motivos. O álcool dificulta a digestão e todo o açúcar contido em drinques torna o organismo preguiçoso. Além disso, beber conduz a péssimas escolhas alimentares, especialmente quando a hora do jantar se aproxima. Deixe as tentações de lado e, se quiser uma barriga lisinha, dispense aquele happy hour a todo momento ou fique na água com gás e limão.

 

 

3-Dicas

3 dicas para potencializar os resultados da atividade física dos seus clientes

Chegamos no verão! Essa época do ano, com os dias quentes, o número de pessoas se exercitando em academias, pelas ruas, parques e avenidas aumenta consideravelmente.

A obesidade, sedentarismo, preparos para o verão e recomendações médicas, são motivos que levam a população a buscar a prática de exercícios em academias públicas ou privadas, gratuitas ou pagas.

De acordo com dados da ACAD – Associação Brasileira de Academias, os brasileiros estão cuidando mais do corpo, e esse cuidado já tem se estendido para os outros meses do ano.

Você sabia que o Brasil já é o segundo maior mercado de academia do mundo? Em número de estabelecimentos, temos quase 32.000 unidades — atrás apenas dos Estados Unidos —, o quarto em número de alunos (8 milhões) e o décimo em faturamento (2,4 bilhões de dólares), de acordo com a IHRSA, associação internacional do mundo ­“fitness”.

Por isso, separamos algumas dicas que ajudarão seus clientes a atingir os objetivos de forma saudável nesta época do ano. Confira:

1- Acompanhamento Profissional
É de extrema importância a presença do educador físico para a garantia da realização correta dos exercícios, acompanhamento dos resultados para a rotatividade correta de treinos, disciplina e frequência correta para uma melhor performance.
Além disso, é importante antes de começar os exercícios, fazer uma avaliação médica. Lembre-se de informar se está tomando medicação ou se passou por algum problema de saúde recente.

2- Nutricionista
O acompanhamento de um nutricionista ou nutrólogo para garantir bons resultados e um cuidado com a saúde, é de extrema importância. Cuide da alimentação e lembre da necessidade de mantê-lo hidratado. Indique aos seus clientes alimentos leves como frutas, saladas ou grelhados e destaque a importância de nunca exercitar em jejum. O desenvolvimento de uma dieta individualizada garante melhores resultados de acordo com as limitações e desempenho do corpo do paciente. O acompanhamento dos exames e resultados, garantem mais saúde e bem-estar ao paciente.

3- Antioxidantes
Você, farmacêutico, conhece a eficácia e as funções dos antioxidantes, dentre elas: contra radicais livres contribui para proteção da pele evitando o envelhecimento precoce; reduz a fadiga muscular e danos gerados pelos exercícios físicos e possibilita um avanço dos exercícios e resultados.

Por isso, a Vepakum traz uma grande novidade para o mercado magistral.

O Sepifit™ Protect  é um complexo antioxidante sinérgico (Provinols™ + Zinco + Vitamina E), ideal para praticantes de atividade física diárias que procuram por uma melhor performance corporal e uma contribuição para um benefício e cuidado com a pele.

Trabalha contra o aumento da peroxidação lipídica preservando a pele, protege os músculos da fadiga e dos danos causados pelas atividades físicas. Paralelamente, através de múltiplos mecanismos, promove o efeito antienvelhecimento e protege a pele contra os efeitos deletérios da radiação UV.

Para quem procura o melhor desempenho da pele e do corpo, a solução está mais fácil de conquistar. E agora, você pode proporcionar isso ao seu cliente.

Endereço:

Av. Jabaquara 1771 – Saúde

São Paulo / SP

Telefone / Fax: +55 (11) 3508.0300

Telefone: 0800 940 3210

E-mail: [email protected]