Nutricionistas: Quem são? onde vivem? E como se alimentam?

Nutricionistas: Quem são? onde vivem? E como se alimentam?

As facilidades do mundo moderno e globalizado fizeram com que mudássemos essencialmente os nossos hábitos alimentares. Uma vez que aplicativos de delivery trazem uma infinidade de opções para a palma de nossas mãos, aquele sanduiche com batata frita grande e milkshake fica há apenas um clic de distância. É simples matar a fome que estava te matando.

Considerando o tempo cada vez mais escasso para a preparação das nossas refeições, optamos cada vez mais por alimentos que demandem pouco tempo para preparo e cocção, consideramos os congelados como uma forma eficaz de alimentação “saudável”, e são por vezes, os nossos melhores amigos. Afinal, ou é a marmitinha congelada recheada de conservantes e ultraprocessados com alto teor de sódio, açúcar, calorias, aditivos químicos e outros, ou a boa e velha Pizza Marguerita. Tendemos a nos sentir mais confortáveis com a ideia de que estamos nos alimentando de forma saudável ao optar pelas diversas opções congeladas de frango com batata doce.

Mas quando a nossa saúde reclama ou todas as nossas roupas encolhem ao redor dos quilinhos a mais gerados pelo excesso de falta de tempo para nós mesmos, recorremos ao profissional especialista em nos fazer enxergar como uma alimentação balanceada esta envolvida em todos os aspectos do nosso dia-a-dia como a melhora da cognição, ganho de energia para realização de atividades físicas a até mesmo uma boa noite de sono.

Segundo o CFN (Conselho Federal de Nutricionistas), Nutricionistas são definidos como:

“O nutricionista é um profissional com formação generalista, humanista e crítica, capacitado a atuar visando à segurança alimentar e à atenção dietética, em todas as áreas do conhecimento em que a alimentação e nutrição se apresentem fundamentais para a promoção, manutenção e recuperação da saúde e prevenção de doenças de indivíduos ou grupos populacionais, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida, pautado em princípios éticos, com reflexões sobre a realidade econômica, política, social e cultural”.

No mês em que se comemora o dia do Nutricionista a ideia de se conscientizar a respeito do que se come diariamente é fundamental, e este profissional é de extrema importância neste processo, pois é responsável por planejar programas de alimentação adequados e individualizadas que auxiliam na melhora da qualidade de vida e saúde dos seus pacientes. O papel deste profissional vai muito além de prescrições de dietas para emagrecimento e diminuição de medidas, sua função é promover a saúde através de uma dieta específica e personalizada. Afinal, se nossos corpos são diferentes, e porque não suas necessidades também?

Em outras palavras o nutricionista é o intérprete de toda informação relacionada a nutrição que recebemos, voltado para uma alimentação de qualidade, de acordo com idade, metabolismo, disponibilidade para prática de exercícios físicos, intolerâncias e alergias (como intolerantes a lactose ou glúten).

 

O Nutricionista e a suplementação

Como comentamos no início, por diversos motivos, nem sempre conseguimos ter como hábito realizar uma alimentação balanceada e baseada somente em alimentos saudáveis. Portanto, para dar aquela forcinha, é necessária a avaliação e orientação de um Nutricionista para a possível utilização de suplementos alimentares para composição de uma dieta equilibrada.

Atualmente e principalmente devido à mudança do estilo de vida das pessoas, visando saúde e longevidade, houve um aumento considerável no mercado de suplementos alimentares. No Brasil, estima-se que em 2018 este mercado tenha crescido em torno de 12%.

 

Ativos Nutracêuticos no Mercado Magistral

As fórmulas magistrais, ou seja, aquelas que são adquiridas em farmácias de manipulação, permitem ao Nutricionista realizar prescrições e combinações de ativos nutracêuticos, possibilitando formulações individualizadas de acordo com a necessidade de cada paciente. É uma área em grande expansão e que pode ser explorada pelo Nutricionista, visando não somente a promoção da saúde, mas também auxiliando em tratamentos estéticos.

Por isso, se você almeja uma vida saudável, procure um Nutricionista. Este profissional será capaz de avaliar suas necessidades e orientá-lo visando a sua qualidade de vida, longevidade, e claro, promovendo a sua saúde.

Mas lembre-se, comer é bom, e comer bem é melhor ainda!

 

Já dizia o pai da Medicina, Hipócrates: faz do alimento teu remédio e do teu remédio tua alimentação! Quanto mais colorida for sua a refeição, mais apetitosa e saudável ela será!!

Nutricionista

7 motivos para se consultar com um nutricionista

A preocupação dos brasileiros com a qualidade de vida está aumentando cada vez mais. Percebemos isso no nosso cotidiano: os supermercados começaram a reservar uma área dedicada a pessoas que buscam uma dieta saudável ou restritiva, os restaurantes já trabalham com opções descritas como “light” ou “fit” em seus menus, e até mesmo hamburguerias e pizzarias, que até então eram consideradas opções nada saudáveis, já contam com itens integrais, light, vegetarianos dentre outros dispostos no cardápio.

Para ficar sempre em dia com a dieta, o nutricionista tem uma posição fundamental. Como o profissional que estuda os alimentos e entende de suas características e funcionalidades, ele auxilia na composição das receitas e na elaboração da dieta seja qual for o objetivo.

Os benefícios para a saúde não estão restritos apenas aos cardápios. Com a ajuda de um nutricionista você pode amenizar problemas e manter a saúde e o bem-estar, além de prevenir e tratar doenças. Ele pode acompanhar e atuar nas dietas para praticantes de esportes e atividades físicas, no estado nutricional adequado para gestantes e na atenção direta aos hipertensos, diabéticos e outras pessoas com dietas restritivas, fazendo sempre avaliações nutricionais, exames clínicos e orientações. Idosos também devem aproveitar dos benefícios de se consultar um nutricionista. Como as alterações fisiológicas interferem na nutrição, podendo causar falta de apetite, dificuldade de digestão e até mesmo diminuição da absorção de nutrientes, um auxílio nessa fase é fundamental.

Confira agora 7 motivos para se consultar com um nutricionista:

 

1. Foco na saúde

O nutricionista atua diretamente com a medicina preventiva através da alimentação. Procurar a orientação de um nutricionista faz com que a expectativa de vida aumente. Uma refeição balanceada, rica em nutrientes, é capaz de diminuir o risco de várias doenças, tais como: infartos, doenças crônicas, como a diabetes e hipertensão.

 

2. Gerenciamento do peso

O tratamento com um nutricionista pode eliminar a gordurinha extra e nos ensina a comer direito. Os maus hábitos alimentares geram milhões de pessoas com excesso de peso e são a maior ameaça a saúde pública mundial. A obesidade é considerada a doença do milênio, constituindo a principal casa de mortes evitáveis no mundo. O nutricionista é o profissional capacitado para fazer uma avaliação individualizada e recomendar a dieta ideal para cada caso, além de colaborar para sanar o problema da obesidade.

 

3. Prática de exercícios físicos

Nas atividades físicas, nosso corpo obtém mais resultados positivos quando nossa alimentação e suplementação é mais equilibrada em macronutrientes e micronutrientes. Neste caso conseguimos atingir um melhor desempenho e condicionamento físico quando recebemos orientação nutricional. Cada modalidade esportiva requer um programa individualizado, com o objetivo de suprir as necessidades calóricas e de nutrientes, visando sempre desempenho físico e manutenção da saúde.

 

4. Dietas Restritivas

Pessoas com dietas restritivas, seja por opção (vegetarianos e veganos) ou por conter algum tipo de intolerância/alergia, como por exemplo, os celíacos e os intolerantes a lactose, também podem contar com a ajuda de um profissional da nutrição. Para essas pessoas, se alimentar se torna uma tarefa um pouco mais difícil, por conta da restrição à certos alimentos. Um nutricionista então, pode auxiliar com uma dieta balanceada para que não haja déficit de nutrientes, e trazer um cardápio variado, aumentando o leque de opções.

 

5. Aumento da disposição

Está se sentindo cansado para realizar as atividades do dia a dia? Basta analisar o que você está comendo. Uma simples garfada pode carregar a resposta para o desânimo, assim como uma quantidade certa de carboidratos, podem não oferecer riscos para sua dieta. Através do equilíbrio da alimentação, podemos ser uma pessoa mais produtiva no trabalho, com mais disposição para executar as tarefas cotidianas. A autoestima também melhora a partir do alcance do peso desejado.

 

6. Gravidez saudável

Uma gravidez segura inclui visitas a um nutricionista. Algumas fases da vida necessitam de orientação específica, como na gestação. O estado nutricional materno pode interferir no crescimento e desenvolvimento do feto. A adequação de nutrientes e o ganho de peso adequado são fundamentais para uma evolução positiva da gestação, evitando o surgimento de doenças, como a obesidade, a diabetes gestacional e até problemas como a má formação do feto.

 

7. Saúde na terceira idade

Idosos podem aproveitar ainda mais os benefícios de uma boa nutrição para melhorar a qualidade de vida. A terceira idade apresenta um quadro nutricional particular, e isso varia de acordo com a necessidade de cada um, que envolve não apenas hábitos, mas também peculiaridades orgânicas decorrentes do envelhecimento. O organismo pode apresentar, por exemplo, grande necessidade de ferro ou de cálcio.

 

 

Nos dias de hoje o nutricionista é visto como um profissional de saúde completo e que deve ser incluído no cotidiano da população em geral. Está comprovado que manter uma alimentação equilibrada é um fator que traz qualidade de vida e longevidade.

Endereço:

Av. Jabaquara 1771 – Saúde

São Paulo / SP

Telefone / Fax: +55 (11) 3508.0300

Telefone: 0800 940 3210

E-mail: [email protected]